Pular para o conteúdo

Como lidar com a insegurança

São tantas as pessoas que me perguntam como enfrentar a insegurança, ou como não lidar com o que pensam delas, ou como lidar com o julgamento ou a crítica. Situações estas que sempre levam as pessoas à insegurança.

Adoro falar sobre isso, pois somos seres de pura emoção. O bom dessa vida é aprender a lidar com essas emoções. Afinal, a nossa grande batalha é contra as nossas emoções internas.

Hoje quero muito inspirar você sobre o tema INSEGURANÇA. Afinal eu mesma luto bastante contra essa emoção.

Bora ficar comigo aqui até o final? Nesse post falarei sobre:

Assista no vídeo como eu venci a insegurança

Que sentimento é esse chamado, insegurança?

Eu sempre gosto de abordar um assunto buscando, primeiramente, pelo significado da palavra. Veja o que encontrei na minha pesquisa:

“A insegurança é um sentimento de mal-estar geral ou nervosismo que pode ser desencadeado pela percepção de si mesmo ser vulnerável de alguma forma, ou um senso de incapacidade ou instabilidade que ameaça a própria autoimagem ou ego. ”

Wikipedia

Essa definição me faz pensar sobre autoconhecimento. Afinal de contas quem é você? Quem está no controle da sua vida? Onde realmente você deseja chegar?

Como lidar com a insegurança

Meu olhar para a insegurança

Ao pensar na insegurança eu automaticamente penso no MEDO. Medo de falhar, de errar, de ser julgada ou criticada, de ofender, de ser mal interpretada etc.

Na minha jornada de vida, tenho aprendido que o medo é necessário. Ele nos coloca em alerta e deixa todos os nossos sentidos em prontidão, para qualquer perigo que possa chegar. Na verdade, o medo nos protege!!! O que não podemos é parar pelo fato de sentirmos medo. O medo é importante para a nossa sobrevivência.

Sendo assim, preste atenção: NÃO tem problema algum você errar ou falhar!!!!

Muitas vezes o nosso medo é do que não vemos com clareza. Busque ver com clareza para não deixar que o medo pare você! Você deve enfrentar a realidade.

A clareza também irá ajudar você para que não conviva com o que te assusta a ponto de provocar-lheum pânico que o paralisa.

Busque por clareza!

E o que tudo isso tem a vez com a insegurança?

Bem, nós seres humanos temos uma natureza de ter medo do desconhecido e, às vezes, também do conhecido. Quantas vezes optamos pelo caminho da vitimização e negatividade, responsabilizando o meio, as pessoas, as situações e assim justificando que somos de má sorte? Quase que uma sentença de que é bem assim, e que tudo dá errado na nossa vida. Expressão maior do nosso ego.

Que tal você ter um olhar em profundidade para si mesmo? Quando conseguir se ver, irá perceber que não há nada fixo ou permanente nessa vida. Tudo é movimento e transformação, o tempo todo. E o mais incrível é que você faz parte desse sistema e tem o poder desse movimento e transformação nas próprias mãos.

É muito importante você compreender que nem sempre as coisas irão acontecer como esperamos que aconteça e nem no tempo que desejamos. Porém, seja comprometido com o que diz que vai fazer, mesmo que tenha medo.

Esse é um super desafio! Conhecer-se melhor para lidar com a própria insegurança.

Como lidar com a insegurança?

Manifeste a sua insegurança, fale da sua tristeza, não aceite puramente as coisas, questione sempre.

O nosso ego pode nos fazer vitimizar, mas saia do casulo o quanto antes para que você possa ver além do seu ego.

Perceba ao seu redor. Você está aberto a oportunidades o tempo todo. De nada vai adiantar se você não experimentar, arriscar, correr riscos. O medo será um elemento de alerta para proteger você.

Para tudo o que você quiser realizar terá uma força contrária que quer impedir que aconteça e que vai promover insegurança em você. Você terá medo de errar, de fraquejar, de fracassar, de receber julgamento e crítica, enfim, terá medo de que seu projeto não logrará êxito.

E o que a maioria das pessoas fazem nesse momento? Param, desistem sem antes ter tentado para aprender e evoluir.

Que tal você buscar outro caminho para driblar a insegurança? Que tal buscar uma outra força contrária do medo? Pois o medo nos pertence, não tem como eliminá-lo.

CRIE uma força contrária! Crie o seu grande “porque” para você ter segurança e vencer os seus medos.

Vá com medo, pensando na sua força contrária que será maior que o que te amedronta. Essa força é o que o moverá.

A minha força é a minha família!

O que vai fazer você mover-se, mesmo que tenha medo e tenha insegurança? Deixe isso claro na sua vida.

Vença a batalha interior que é sempre contra as suas realizações.

Lide com a sua insegurança, pois a maioria das pessoas são mornas e não se posicionam.

Para ter o sucesso que deseja, prefira ser quente como deve ser um café, ou gelado como deve ser um Chopp. Evite ser morno!!! E saiba que, são essas pessoas mornas que irão julgar você e que com certeza não contribuirão para o seu sucesso. Mas você, apenas você, sabe onde deseja chegar.

O que importa é ter a clareza de onde deseja chegar! E ter amor por isso.

Leia este artigo: 5 passos para você ter clareza do que quer e onde quer chegar.

Beme

Você precisa saber o que deseja dessa vida e quando você brilhar com certeza estará ocupando o seu lugar. Isso irá incomodar os mornos, como eu disse antes.

Assim, quanto ao julgamento ou crítica que fizerem ao seu respeito, apenas você poderá dizer a si mesmo a veracidade do que estão dizendo.

Lembre-se, insegurança por medo de errar ou falhar é da nossa natureza. Busque a força do seu sonho!

Tenha autoconfiança!

Como? Aposto que essa é a sua pergunta, neste momento.

  1. Foque no que você deu certo.
  2. Foque no que você é bom.
  3. Foque nos elogios sinceros que você já recebeu e recebe.
  4. Foque na sua melhor versão.
  5. Evite gastar o seu precioso tempo ouvindo pessoas mornas que falam de você.
  6. Peneire o que falam de você.
  7. Foque na solução.
  8. Esteja com pessoas que o estimulem.
  9. Pare de pensar no que pensam de você.

E, para finalizar:

Não existe derrota, existe aprendizado!

A importância é sempre passageira. O que é importante hoje, poderá não ser importante amanhã.

Peneire e coloque na balança o que falam de você.

Pratique a empatia!

Você jamais vai impedir que falem de você. Porém, você pode decidir o que fazer com o que falam de você.

Fez sentido?