Pular para o conteúdo

Como sair da zona de conforto com 8 técnicas infalíveis

Quantas vezes usamos de estratégias uma série de comportamentos que nos colocam em uma situação acomodada à rotina, a famosa zona de conforto, deixando de arriscar e alcançar resultados extraordinários?

Este conteúdo é sobre a preocupante zona de conforto. Quer saber mais sobre o assunto? É só continuar lendo!

  • Qual o significado da ZONA DE CONFORTO?
  • Como saber se sua ZONA DE CONFORTO está prejudicando seus planos?
  • Por que ficamos na ZONA DE CONFORTO?
  • Como seguir para onde desejamos chegar?

Qual o significado da ZONA DE CONFORTO?

A zona de conforto refere-se a uma série de pensamentos e comportamentos que não provocam nenhum tipo de medo, ansiedade ou risco.

Uma pessoa que está na zona de conforto realiza apenas as coisas que trazem resultados satisfatórios, limitando-se a uma falsa sensação de segurança que impede a sua superação e evolução.

Com o passar do tempo, a tendência é que esta zona de conforto se torne tão familiar que o indivíduo não consegue perceber que está inerte. A preguiça, a soberba, o medo e a cegueira são alguns dos principais motivos que empurram a pessoa para a zona de conforto.

Como saber se sua ZONA DE CONFORTO está prejudicando seus planos?

Faça uma autoanálise, sem julgamento ou crítica, e dê notas de 0 a 10 para cada área da sua vida, de acordo com o seu grau de satisfação. Quanto mais próximo de zero maior a sua insatisfação, quanto mais próximo de 10 maior sua satisfação.

  1. VIDA PESSOAL/LAZER/VIAGEM/HOBBIES – nota: _________
  2. PROFISSIONAL/TRABALHO/NEGÓCIO – nota: __________
  3. DESENVOLVIMENTO PESSOAL – nota: __________
  4. ESPIRITUALIDADE – nota: ________
  5. RELACIONAMENTO/AMIGOS/FAMÍLIA – nota: _______
  6. RELACIONAMENTO AMOROSO – nota: _______
  7. FINANÇAS/PATRIMÔNIO – nota: ______
  8. SAÚDE/BEM ESTAR – nota: ______

Recomendação de leitura: Use a insatisfação positiva para descobrir o por que você nasceu

O seu grau de insatisfação pode ser um indicativo de como seus atuais hábitos tem prejudicado você e o quanto esses hábitos tem mantido você em uma zona de conforto com resultados medíocres.

Ficou claro?

Então, compreenda quando a zona de conforto é prejudicial, quando os seus resultados o colocam como uma pessoa mediana. Lembre-se, ser mediano é ser medíocre. Existem alguns sinais úteis nesse caso. São eles:

É preciso dizer a si mesmo “chega!”. Aceitar que está ruim é o primeiro passo para querer alguma mudança.

Por mais que seja importante que você se sinta seguro, você irá conseguir crescer, se desenvolver e evoluir quando ampliar essa sua zona de conforto com hábitos que tragam bons resultados para você. O contrário disso é apenas sobreviver, o famoso “deixa a vida me levar…”.

Por mais que seja desafiador, procure aprender coisas novas. É preciso manter seu movimento sempre em direção ao que deseja.

Portanto, lembre-se de nunca ficar parado em relação aos seus desejos e sonhos!

Por que ficamos na ZONA DE CONFORTO?

Nós, humanos, temos uma tendência a ficar onde estamos mesmo querendo alcançar algo maior. Por mais louco que parece, Muitas vezes permanecemos no mesmo lugar, ainda que insatisfeitos, porque nele já temos um ganho secundário. No entanto fugimos do nosso ganho principal, aquele que realmente queremos, pois ele nos exigirá esforços.

Estudos em neurociência têm explicado o que acontece. O nosso cérebro pesa 1,3 kg. Só que, apesar de representar tão pouco da nossa massa corporal total, ele consome 25% de toda a nossa energia.

E o que acontece quando você aprende alguma coisa nova, fora da sua zona de conforto? Se você pudesse medir sua atividade cerebral, veria que existe um aumento incrível na frequência dessas atividades quando você está num processo de aprendizado.

O fato é que nosso cérebro está sempre em busca de uma maneira de gastar menos energia. Por isso, acaba transformando tudo em hábito. Não é à toa que, no começo, tentar estabelecer uma nova rotina seja tão difícil. É exatamente por isso que eu e você precisamos de uma boa estratégia para evitar as armadilhas que vivem dentro da gente.

Como seguir para onde desejamos chegar?

Ao compreender como o seu cérebro funciona você vai precisar de boas estratégias para ampliar a sua zona de conforto e criar novos e bons hábitos que permitião você alcançar o que deseja.

Em caso contrário, o seu cérebro vai tentar jogar contra você para economizar energia e voltar ao estado com o qual ele está acostumado.

Isso acontece porque você não teve uma boa estratégia e o seu cérebro ainda não estava pronto para uma mudança tão grande de hábito. Logo, ele retorna ao estado natural de poupar energia, o velho padrão, a zona de conforto.

Então, que tal considerar 8 técnicas para ampliar a sua zona de conforto para ter um novo hábito que ajude você a mover-se para onde deseja chegar?

  1. Tenha clareza do que quer
  2. Crie uma boa rede de contatos
  3. Estude, aprenda algo novo e desenvolva novas habilidades
  4. Fique menos tempo nas redes sociais e na tv
  5. Tenha iniciativa
  6. Procure vencer seus medos, procrastinação e preguiça
  7. Tenha metas tangíveis
  8. Evite o “depois”

Finalizando esse artigo, como coach, eu gostaria de contribuir com a sua mudança de hábitos. E como você viu, o seu cérebro vai jogar contra as suas tentativas de mudar de hábitos. Que tal você estar no comando da sua vida e começar com pequenos hábitos?

A ideia é que você conscientize-se de que o mais importante aqui é compreender que você é um projeto feito para dar certo. E que, mesmo com as consecutivas quedas, você pode e deve levantar, sacudir a poeira e persistir na sua busca.

A vida se resume, basicamente, a resultados. Se os que você tem hoje não se alinham ao que você quer, a única maneira demudar isso é traçando um novo caminho, com novas estratégias.

Lembre-se: o derrotado não é o que cai. O derrotado é o que, ao cair, não tenta se levantar.

Entender esses pontos é fundamental para tudo o que você vai fazer a partir de agora.

Ficou claro?

Zona de conforto
Assista ao vídeo completo sobre o assunto. Clique aqui