Pular para o conteúdo

Como vencer obstáculos sem desistir dos seus objetivos

Aprenda neste artigo dicas práticas de como vencer obstáculos e superar o desafios da vida. Continue lendo até o final.

Eu gostaria que você, nesse momento, pudesse se imaginar percorrendo um rio desde a sua nascente até o seu desague no mar.

Agora, eu gostaria que você associasse essa imagem do rio com a sua própria vida. Você sendo o rio que nasce e percorre toda uma jornada em direção a abundância, a conquista de sonhos.

Tudo começa de um ponto. Tanto você quanto o rio nascem bem pequenos e vão passar por um processo de crescimento e evolução em direção a abundância. Neste percurso, tanto você quanto o rio vão receber muita coisa. Serão aprendizados e informações que você irá adquirir ao longo da sua jornada.

No artigo e vídeo de hoje vou fazer essa analogia da sua vida com o curso do rio e, assim, ajudar você a vencer o seu maior obstáculo, seja ela qual for.

O artigo e o vídeo de hoje tratarão sobre:

  • O que é OBSTÁCULO?
  • Por que eu acredito que obstáculos podem nos ajudar?
  • O que poderá atrapalhar você diante dos seus obstáculos?
  • 3 passos para vencer os obstáculos!
  • Dica prática

O que é OBSTÁCULO?

A etimologia, origem da palavra, obstáculo, vem do latim obstaculum.

O significado de Obstáculo, no dicionário, é substantivo masculino: aquilo que dificulta ou impede a realização de um movimento; o que pode atrapalhar a progressão de algo ou de alguém. Aquilo que causa dificuldade ou impedimento; barreira.

E para você? O que significa OBSTÁCULO?

No meu “mundo” obstáculo é algo que pode me impedir de seguir. Com isso, o caminho da minha jornada fica obstruído e eu me sinto represada, parada. Se essa situação não for resolvida, a qualquer momento eu posso explodir e “romper” essa barragem de emoções que me impedem de seguir meu fluxo, de alcançar o que sonho. E muitas vezes esse rompimento emocional traz muitas consequências negativas para mim mesma e para quem estiver ao meu lado.

Sempre teremos “uma pedra” no caminho:

NO MEIO DO CAMINHO

No meio do caminho tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho

Tinha uma pedra

No meio do caminho tinha uma pedra

Nunca me esquecerei desse acontecimento

Na vida de minhas retinas tão fatigadas

Nunca me esquecerei que no meio do caminho

Tinha uma pedra

Tinha uma pedra no meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra”

(Carlos Drummond de Andrade)

Por que eu acredito que obstáculos podem nos ajudar?

Recordo que, certa vez, eu, meu marido e um casal de amigos fomos ao Rio de Janeiro para tirarmos o nosso visto para os USA. Quando chegamos ao Rio de Janeiro, no hotel onde passaríamos a noite para nossa entrevista no consulado no dia seguinte, o nosso amigo percebeu que o passaporte dele não estava com ele. E ele não tinha a menor ideia onde seu passaporte poderia estar, pois em sua mente este deveria estar junto a pasta de documentos que ele havia organizado. Como você pode imaginar, não trazer o passaporte para ir ao Consulado Americano retirar o visto foi uma situação completamente estressante e indesejada. Você pode imaginar o sufoco?

A vida nos surpreende constantemente com obstáculos e não há muito que possamos fazer sobre isso, apenas otimizar a forma como lidamos com esses desafios quando eles aparecem. A inclinação natural de muitas pessoas durante situações terrivelmente caóticas é pânico e desespero. Mas isso só piora as coisas. Obstáculos não são destinados a nos paralisar, ao contrário, devem ser encarados como oportunidades de crescimento.

E neste dia eu tive um grande aprendizado com esse meu amigo. Ele respirou fundo e disse: “O problema está instalado, o que preciso pensar com calma é como resolver isso. ” E acreditem, ele resolveu. E ao final de tudo conseguiu descobrir onde estava e seu passaporte e ainda teve tempo de pedir a alguém que o levasse até ele, no RJ. Tiramos o visto e todos nós tivemos um final de semana incrível no Rio de Janeiro.

O que poderá atrapalhar você diante dos seus obstáculos?

Como você escolhe ver os seus obstáculos, poderá atrapalhar você em buscar uma melhor solução.

Que tal você evitar:

Não aceitar os obstáculos como parte da vida

Não importa se você é gordo ou magro, alto ou baixo, rico ou pobre, você vai se deparar com obstáculos na sua vida. Os obstáculos são diferentes para cada um, mas estão presentes na vida de todos.

Se você trabalha, terá dificuldades no trabalho. Se é casado, terá dificuldades no casamento. Se tem filhos, terá dificuldades com os filhos…

É preciso aceitar que os obstáculos fazem parte da vida. Não é exclusividade sua. Servem para contribuir para o nosso desenvolvimento como ser humano.

Não ver a situação sob diferentes perspectivas

Traga um pouco de perspectiva para o seu obstáculo. Quando algo de errado acontece na nossa vida, costumamos analisar o problema exclusivamente sob o nosso míope ponto de vista. Consideramos apenas como nossa realidade piorou em relação ao que estava antes.

Uma forma de colocar perspectiva sob a situação é se afastar um pouco do problema. Em vez de ficar pensando somente nisso, expanda sua visão para outras áreas da sua vida e veja quanta coisa boa você tem. Quantas coisas dão certo e são motivo de alegria. Talvez seja o seu trabalho, o seu relacionamento, os seus filhos, a sua saúde, a sua condição financeira ou qualquer outra coisa. Perceba o que está dando certo na sua vida. Isso deve ser motivo de alegria e gratidão.

Uma outra perspectiva a ser considerada é perceber que existe gente em situação pior. Você perdeu o emprego, mas tem a experiência do emprego anterior, tem a sua qualificação. Tem gente procurando emprego sem sequer saber ler e escrever. Ou seja, você pode olhar para a situação sob a perspectiva de que agora as coisas estão mais difíceis para você, mas também pode olhar sob a perspectiva de que ainda continuam muito melhores do que estão para muitas outras pessoas.

Outro dia vi uma reportagem na tv de uma moça que não podia sair para trabalhar pois tinha que ficar em casa cuidando do filho doente. Ao olhar para o lado dessa forma, você verá que os seus problemas não são tão grandes quanto parecem. Perceberá que tem gente enfrentando coisa bem mais difícil. E isso não é comparação, é compreender que cada um de nós tem o seu próprio obstáculo!

Ser negativo

O fato é que a realidade é neutra. Ela é o que é. A interpretação que você dá ao evento ocorrido é que torna aquele evento positivo ou negativo para você. Por exemplo, duas pessoas perdem o emprego. A primeira enxerga isso como um desastre. “É o fim. E agora, como vou fazer? ”. Então entra em depressão e vai pra cama. A segunda enxerga isso como uma grande oportunidade de abrir o seu próprio negócio que tanto sonhou. Então, vai à luta e trabalha com toda motivação no seu novo empreendimento.

O evento foi exatamente o mesmo para os dois. Mas um o interpretou de forma negativa e o outro de forma positiva. É importante sempre analisar o lado positivo do ocorrido e o proveito que você pode tirar disso. A ideia é fluir e mover-se.

Não encarar como uma oportunidade de aprendizado

Digamos que você investiu num negócio e o negócio não deu certo. De qualquer forma serviu como um grande aprendizado. Seja qual for o problema que você está passando, você sempre pode encará-lo como uma oportunidade de se desenvolver e aprender a lidar com esse tipo de situação.

Quando algo indesejado acontecer, pergunte-se: “Qual a lição que tiro disso para que não aconteça novamente no futuro?” Toda dificuldade é, no mínimo, uma oportunidade de você se desenvolver, crescer e evoluir. Preste mais atenção nisso.

Não manter o comprometimento

Você não está sendo desafiado quando as coisas estão indo bem. Nessas horas é fácil de manter o comprometimento. O desafio está quando surgem as grandes dificuldades. Aquelas que tiram você da sua zona de conforto. É aí que você demonstra a sua força. Nessas horas, por mais difícil que pareça, continue em frente. Mantenha-se no curso da sua missão. Você pode sofrer uns arranhões no caminho, mas continue vivo, respirando e lutando.

Essa é a hora de mostrar que você está levando a sério o que se propôs a fazer. Se o que você está fazendo é realmente importante pra você, demonstre comprometimento. Não desista no primeiro obstáculo. Simplesmente continue indo. Toda grande conquista passa por vencer grandes obstáculos. Por isso, continue lutando, vá em frente com a confiança de que é possível chegar aonde você quer, Independente dos obstáculos que surjam a sua frente.

Faça da sua motivação e desejo de vencer algo mais forte do que qualquer obstáculo que se faça presente na sua vida. Pense consigo mesmo “Agora é a hora de mostrar do que sou capaz.” Se você está trabalhando naquilo que acredita, continue. Não deixe que o surgimento de um obstáculo faça você desistir. Ajuste a rota para sair da tempestade, mas continue em busca da sua terra encantada.

Vitimizar

Nos fazemos de vítima quando acreditamos que alguém que faz alguma coisa que consideramos ser contra nós e nos sentimos impotentes para reagir. “Tal pessoa ou pessoas fizeram isso comigo e, portanto, agora vou desistir ou sofrer”. Então fica dizendo “Eles não poderiam ter feito isso. Isso está errado blá blá blá”.

Esse tipo de comportamento vitimizado não leva a lugar algum. Pare um pouco de reclamar sobre o que fizeram contra você e comece a verificar o que você pode fazer para melhorar a situação. Essa mudança de foco é necessária para a situação melhorar. Para isso, evite se fazer perguntas como “Por que isso foi acontecer comigo?”, “Por que comigo?”, “Por que fizeram isso?”, “Por que a vida tem que ser assim?” etc.

Essas perguntas fazem você agir como uma vítima da situação. Assim, colocam você numa mentalidade de impotência, de que não pode fazer nada a respeito. Você dá ao outro e as circunstância o poder da sua vida. Em vez disso faça perguntas que irão ajudá-lo a melhorar: “Ok. Aconteceu. E agora, o que faço com isso? O que posso fazer? Onde posso buscar ajuda? Como posso melhorar minha vida daqui pra frente considerando essa nova realidade? ”

Não tomar uma atitude

Em vez de ficar sentado, reclamando, é preciso levantar e tomar as atitudes necessárias para vencer o desafio que se apresenta. Concentre-se na solução. Elabore um plano. Discuta o seu plano com outros em quem confiar, se achar necessário. Se possível com outras pessoas que já superaram o mesmo problema. Então comece a executar o plano mantendo o foco naquilo que você quer. Nada vem fácil. Como diz o ditado em inglês: No pain, no gain (Sem dor, sem ganho). Se você quer alguma coisa, vai ter que trabalhar duro para conseguir. Trabalho duro e determinação é fundamental para se chegar onde quer.

Não pedir ajuda

Saiba que lá fora existem pessoas que podem ajudá-lo. Use isso. Pode ser um amigo, um familiar, um colega. Ou até mesmo profissionais, como por exemplo psicólogos, coaches, mentores e consultores especializados, que poderão ajuda-lo, a depender da sua necessidade.

3 passos para vencer os obstáculos!

Lembre-se daquele episódio que contei sobre meu amigo no início deste artigo. Eu confesso que, naquela época, se aquilo tivesse acontecido comigo ou com o meu marido, eu teria surtado. Como eu era imatura!!!!

O que aprendi com esse amigo, me inspirou a criar 3 passos que passei a usar toda vez que preciso enfrentar qualquer obstáculo na minha vida. Como fluir e transforma os obstáculos em uma vantagem:

1) Mantenha sua energia positiva

Quando as coisas ficam difíceis, é importante ficar o mais positivo e bem-humorado possível. Suas emoções afetam diretamente seu pensamento. Ficar nervoso, ter raiva, ou qualquer outro sentimento negativo vai confundir sua mente e tornar a busca pelas soluções ainda mais difícil. Pense desta maneira: o problema está aqui e você tem que lidar com ele.

Você prefere sentir-se bem ou ficar estressado? Obstáculos são inevitáveis, lembre-se!. Ao permanecer positivo, você pode abordar obstáculos com uma mente tranquila, curiosidade e falta de julgamento. Assim, será mais fácil encontrar uma solução rapidamente e se sentir bem durante esse processo. O que uso para vencer as emoções que surgem é lembrar de como o meu amigo reagiu e fez acontecer.

2) Peça por ajuda

Não tenha medo de pedir ajuda e, mais importante, seja gentil com todos, independentemente de serem a causa ou a solução do seu obstáculo.

Transferir sua frustração para as pessoas ao seu redor só resultará em pessoas, parceiros e amigos descontentes. Sua situação difícil provavelmente não é culpa deles e, mesmo que seja, você não quer que ninguém se sinta resistente em ajudá-lo a resolver o problema. Mesmo quando é você quem precisa de ajuda, faça o que estiver ao seu alcance para encontrar pessoas no meio do caminho. Quando você pede gentilmente, recebe a ajuda que precisa e pode até fazer alguns amigos pelo caminho.

3) Foque nas soluções

A maioria dos problemas tem mais de uma solução, e quanto mais treinamos para ativamente procurá-la, mais rapidamente nos tornamos em encontrá-la. Torne um obstáculo mais administrável dividindo-o em etapas.

O obstáculo, do meu amigo, foi perder o passaporte um dia antes de ir ao consulado americano para tirar visto. Obviamente, o primeiro passo foi saber onde estava o passaporte. O segundo foi fazer esse passaporte chegar até ele. Quando você supera obstáculos em pequenos passos, a situação não parece mais tão desesperadora. Foque em procurar soluções e é isso que você encontrará. Embora não seja possível evitá-los, você pode transformar os obstáculos em oportunidades para ser mais resiliente, qualificado e engenhoso. Você consegue encarar quem realmente é durante os momentos mais difíceis.

Dicas práticas de como vencer obstáculos

A superação de obstáculos tem tudo a ver com a realidade que criamos da nossa própria vida. Como você vê os obstáculos e como você reage diante dele. Cada um de nós tem o seu próprio jeito de lidar com os obstáculos.

Seguem algumas dicas para transformar os obstáculos em resultados positivos:

1. Conheça o que o limita

A superação de obstáculos também passa por trabalhar suas vulnerabilidades, para que elas não atrasem o alcance das metas. Por isso, conhecer as suas limitações é o primeiro passo obrigatório.

Faça uma lista de tudo aquilo que você sente que incomoda ou que atrapalha a sua performance no dia a dia. Pense nos aspectos que influenciam na caminhada até o seu objetivo. Se isso parecer muito difícil de identificar, que tal pedir ajuda a pessoas que convivem com você no dia a dia e que o conhecem bem? Pergunte a opinião sincera delas.

O importante é, depois desse processo de autoconhecimento, conseguir traçar um plano para que as fraquezas sejam reduzidas ou eliminadas. Assim, elas não entrarão no seu caminho para atingir suas metas.

2. Identifique seus pontos fortes

Não são apenas as fraquezas que merecem a sua atenção. Pare e faça uma análise do seu comportamento nos últimos anos. De quais fatos você se orgulha? Em quais momentos você acredita que agiu bem ou que a sua atitude se destacou? Quais foram suas maiores conquistas?

Agora, reflita sobre quais características permitiram e potencializaram a superação de obstáculos para alcançar todas essas conquistas. Olhe para os seus comportamentos e entenda quais fazem parte das suas forças, seja no âmbito pessoal ou profissional. Aqui, também vale a pena a dica de pedir feedback para quem o conhece bem. Afinal, quem melhor do que familiares, amigos e colegas para listar as suas maiores qualidades?

Apenas conhecendo os seus pontos fortes é possível saber como canalizá-los e potencializá-los para atingir o que você deseja.

3. Defina um objetivo e quebre-o em pequenas metas

A motivação (motivo + ação) só existe quando você tem um propósito. Por isso, é importante você sempre saber para onde está caminhando, quais são seus objetivos e sonhos.

O primeiro passo para a superação de obstáculos em qualquer jornada é definir qual é o destino. Em seguida, é hora de estabelecer como você irá chegar lá. É ideal pensar nas metas que pretende cumprir como pequenos marcos na sua história e que vão garantir o cumprimento de mais uma parte do trajeto até o seu objetivo.

Tente pensar em metas SMART, que, traduzindo do inglês, indica metas específicas, mensuráveis, alcançáveis, realistas e temporizáveis. Ou seja, específica, para que seja fácil entender se ela foi cumprida; Mensurável, para que você sempre saiba quão perto de cumpri-la está; Alcançável, para que você não se frustre, desejando algo que não depende apenas do seu esforço; Realista, para que você não se submeta a um esforço sobre-humano, como depender de dedicação 20 horas por dia para alcançar seu objetivo; Temporizável, para que você consiga saber em que data a meta será alcançada.

Baixe o template grátis de metas: http://materiais.ecdisecoaching.com.br/ferramentas-de-metas

4. Tenha um plano de ação para realizá-las

Um plano de ação serve para acompanhar as suas ações e garantir que as metas não sejam deixadas para trás ao longo do caminho. Nele, o ideal é que esteja descrito o seu objetivo e quais metas que você pretende cumprir para chegar até ele.

Além disso, defina prazos para que elas sejam alcançadas e faça uma lista para mapear as tarefas que precisam ser executadas em cada fase. Depois, levante também quais são os pré-requisitos para o cumprimento de cada tarefa.

O plano de ação entra como um suporte na superação de obstáculos, porque ajuda a priorizar as suas ações, traz objetividade para cada sonho e facilita a organizar a sua mente. Portanto, monte o seu o quanto antes.

5. Desenvolva o foco e a motivação

Use os seus sonhos como motores para manter você focado e motivado. Relembre deles frequentemente para seguir em frente, vencendo cada desafio. Se o seu objetivo é ter mais tempo com quem você ama, por exemplo, tenha em algum lugar visível fotos que representa isso para você.

Vale também olhar para trás, por que não? Nada melhor para estimular a superação de obstáculos do que olhar para a sua jornada e relembrar tudo que você já aprendeu e já passou. Relembre a si mesmo que tudo faz parte do caminho que você está traçando.

Por fim, para você sentir que está evoluindo e não pensar em desistir, celebre. Todas as pequenas conquistas devem ser comemoradas como marcos atingidos no caminho para o seu sucesso e os seus objetivos.

6. Aprenda com os seus erros

É comum que, diante de uma falha, as pessoas se sintam cansadas ou tendenciosas a desistir dos seus objetivos. Antes de ficar bom, sempre vai parecer que piorou. Porém, esse é um dos momentos mais importantes para a superação de obstáculos, já que exige muito foco e perseverança. É importante, nesses momentos, exercitar a resiliência.

Avalie o que aconteceu, o que o levou até o erro, o que poderia ter sido feito para evitá-lo e busque corrigir a rota para evitar outros percalços no futuro. Fazer essa análise crítica sem se deixar abalar e seguir em frente com esse novo aprendizado junto de si é a melhor maneira de garantir resultados melhores no futuro.

Boa sorte!!! E conte sempre comigo…

Tudo isso fez sentido para você? Eu espero que sim.

Um grande abraço para você.

Ethel Peternelli