Pular para o conteúdo

O que aprendi com meu pai sobre realizar sonhos?

Você sabe a diferença entre sonhar e desejar? Eu, por um longo período, não sabia e, com isso, me faltou muita disciplina para realizar meus sonhos. Você deve estar se perguntando: é preciso disciplina para realizar sonhos? Sim, aprendi isso com meu pai. Veja no artigo e vídeo de hoje o que aprendi com meu pai sobre sonhar e realizar sonhos.

Aproveitando a semana do dia dos pais, eu gostaria de homenagear, neste vídeo e artigo, meu pai e todos os demais pais. Eu não sei quem foi a pessoa que teve a figura de pai para você, ou se ela acertou ou falhou neste papel. O que desejo aqui é descrever o que aprendemos com essa pessoa que, de alguma maneira, foi o nosso pai.

Então, hoje vamos abordar:

  • Sobre o dia dos PAIS.
  • O que APRENDI com meu pai?
  • Somos escravos dos DESEJOS.
  • Melhor que sonhar é REALIZAR sonhos!
  • Como eu realizo os meus sonhos na PRÁTICA?

Sobre o dia dos PAIS

Quer você queira ou não somos filhos de um pai. Somos seres frutos de uma relação. E você queira ou não no dia dos pais todo e qualquer pai será lembrado nesta data, tenha ele sido bom ou não, presente ou ausente, biológico ou adotivo.

Aqui não quero falar se você teve ou não um pai forte, legal, presente na sua vida. O que quero dizer é que viemos de um pai e de uma mãe, e que em datas assim vamos lembrar deles. Bem que eu queria que todo ser humano tivesse um pai como eu tive, amigo, educador, presente, forte, sonhador e amoroso.

E se hoje quem é pai visse a grande oportunidade que ele tem de fazer diferente, de ser um pai que deixará para seus filhos uma HISTÓRIA, a qual será de orgulho para todos os seus descendentes.

A grande sacada aqui hoje é como você está lembrando do seu pai. O que você aprendeu com ele?

O que APRENDI com meu pai sobre realizar sonhos?

No meu Instagram, na semana do dia dos Pais, eu fiz um box de pergunta: “O QUE VOCÊ APRENDEU COM SEU PAI? ” Vejam as respostas que recebi:

  • Amor ao próximo. Que já temos o suficiente e que tudo bem se for doado!
  • Dignidade!
  • Honestidade!
  • Amor e respeito pelo outro!
  • Tratar bem as pessoas!
  • Fazer sempre o melhor!
  • Não importar com o que o outro pensa de mim!
  • Ser simples!
  • A não ser como ele!
  • Ser grato!
  • Ser pontual!
  • Ser caprichoso!

Honro todas as respostas, pois elas vêm cheias de valores e aprendizados.

E eu? O que eu aprendi com meu pai?

Eu aprendi muitas coisas entre valores e habilidades, porém o que mais se destacou, e que é muito a marca do meu pai, é a capacidade que ele tem de sonhar e de realizar sonhos.

O meu pai me ensinou a sonhar e, mais que isso, a realizar sonhos!

E o seu? O que ele te ensinou?

Somos escravos dos DESEJOS!

Reparem como a maioria dos nossos sofrimentos nascem de um desejo:

Realizar sonhos

O desejo de ter casa própria, de ter um bom emprego, de ter estabilidade, de ser reconhecido, de ser amado, de ter o melhor celular, etc. Cada um com o seu desejo!

Para que possamos evitar qualquer dor, seja ela decepção, dívida, rejeição, humilhação etc, cada um de nós busca por algum prazer. Por isso, eu sempre digo que todos os seres humanos têm dois grandes objetivos na vida. O primeiro, é fazer algo para evitar a dor. O segundo, é fazer algo para buscar um prazer.

Todos nós queremos sempre mais coisas. Quando não a alcançamos, a grande tendência é sentirmos dor. Toda dor vem de um desejo! O desejo é um grande causador de todas as nossas dores.

E acabamos vivendo dentro de um ciclo: para evitarmos a dor buscamos por prazer. Se não alcançamos o que desejamos, isso gera dor. Assim, buscamos por outros prazeres para evitar essa dor. Se alcançamos o que desejamos, vamos em busca de mais prazeres, para quê? Evitar dor e ter prazer.

O melhor que sonhar é REALIZAR sonhos!

O desejo deveria ser o seu motivador para você alcançar o que realmente traz a sua felicidade, mas ele nos escraviza. E o que nos traz felicidade não está fora, e sim dentro de nós. O sonho é a pólvora da conquista das nossas realizações. Porém, mais que sonhar e realizá-los.

Afinal qual é a diferença entre sonhos e desejos? Os desejos são intenções superficiais que diluem nas primeiras dificuldades e obstáculos do dia a dia. Os sonhos são projetos de vida.

Eu, por exemplo, desejo autonomia financeira. Mas esse desejo não se perpetua. Basta uma pequena dificuldade e eu perco a direção. O que tem por traz de meu desejo? Pra quê eu quero autonomia financeira? Dar conforto a minha família. Pra quê eu quero dar conforto a minha família? Para vê-los crescer e evoluir, como bons seres humanos.

Isso é sonho! Esse é o meu projeto de vida. Ver meus filhos, meu marido, minha família crescer e evoluir como pessoas do bem.

Vivemos em uma sociedade muito consumista e cheia de desejos:

  • Desejo da melhor casa
  • Desejo da mais nova versão do celular
  • Desejo de grandes amigos
  • Desejo do grande amor na vida
  • Desejo de ser um brilhante profissional
  • Desejo de ser rico e não ter dívidas
  • Desejo de fazer a diferença na vida do outro.

E a grande pergunta é pra quê, você deseja isso? São desejos e mais desejos a todo instante.

Os sonhos resistem às dificuldade e obstáculos do dia a dia. Por isso, devemos sempre sonhar e jamais perdermos a nossa capacidade de sonhar e buscar realizar esses sonhos. Os sonhos, como já mencionado anteriormente, fazem parte do nosso projeto de vida.

É preciso tê-los como metas, pois assim promovemos a sua realização. Deve ficar claro que toda meta vai exigir, de cada um de nós, escolhas. E toda escolha é dolorosa, pois algo fica sem ser feito para que outra coisa possa acontecer.

Realizar sonhos traz maturidade, consciência da vida como ela é, e mais, nos faz pessoas de atitude. Com isso, realizar sonhos tem a ver com o hábito de ter disciplina. Ao contrário disso, sonhar sem disciplina nos leva à frustração. No entanto, disciplina, sem sonhos, produz pessoas que apenas obedecem às ordens.

Transforme seus sonhos em metas tangíveis, veja meu artigo sobre construção de metas https://www.ethelpeternelli.com.br/como-a-ausencia-de-metas-afeta-voce/

Como eu realizo os meus sonhos na PRÁTICA?

Na prática, eu aprendi, com meu pai, alguns passos para realizar os meus sonhos:

1. Identifico os meus sonhos.

Eu tenho claro quais são os meus sonhos. Separo os sonhos dos desejos. Colo no papel os sonhos identificados. Parece óbvio isso, não é? Mas acredite, tem muita gente que confunde sonho com desejo.

2. Eu aprendi com meu pai a visualizar todos os meus sonhos.

Depois de identificá-los eu os visualizo como uma fotografia, rica em detalhes. Nesta minha fotografia tem cores, formas, detalhes e pessoas. Aqui abuse da sua criatividade. E para ficar ainda melhor crie seu quadro de sonhos com figuras e palavras.

3. Feito a fotografia, agora você precisa colocar isso no papel como uma meta.

Essa meta precisa ser tangível e possível. Nela você terá que definir o sonho, com os prazos para que aconteça, com a forma de medir a realização do sonho, as ações necessárias, a relevância de ter esse sonho e a data realista para a sua concretização.

Veja esse meu outro material sobre metas:

kit para definir metas e realizar sonhos

http://materiais.ecdisecoaching.com.br/ferramentas-de-metas

4. Considere que para realizar sonhos poderão acontecer contratempos e também imprevistos.

Além disso, você terá que fazer escolhas, abrir mão de alguma coisa. Essa é uma parte da realização dos nossos sonhos, que é muito dolorido.

5. Celebre pequenas vitórias

e ao longo da realização dos sonhos dê a você pequenas vitórias.

Tudo isso fez sentido para você? Eu espero que sim.

Um grande abraço para você.

Ethel Peternelli